- 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es
Loading...

Amflee Combo Gatos e Furões – 3 pipetas

9.90 

Amflee Combo pipetas para o controlo de pulgas, carraças e piolhos em gatos e furões.

Em stock

Oferecemos as seguintes opções de embalagem para presente:


  • Embrulho
Compre este produto agora e ganhe 10 Pontos!
Marca:Krka

Amflee Combo pipetas para o controlo de pulgas, carraças e piolhos em gatos e furões.
Disponível na forma farmacêutica mais popular para a protecção contra os parasitas externos – pipeta spot-on:

  • Pipeta de abertura fácil e dosagem precisa.
  • Com fipronil – segurança e eficácia amplamente comprovadas.
  • Utilizado como parte de uma estratégia de protecção integral contra pulgas.
  • Eficaz contra os vários estadios de desenvolvimento de pulgas.
Peso 0.050 kg
Volume

MVNSRM

Medicamento veterinário não sujeito a receita médica.

Informações clínicas

Espécie-alvo
Felinos (Gatos), furões.
Indicações de utilização, especificando as espécies-alvo
Gatos:
Para ser usado contra infestações por pulgas, isoladamente ou em associação com carraças e/ou piolhos mordedores:
– Eliminação de pulgas (Ctenocephalides spp.). A eficácia inseticida contra novas infestações de pulgas adultas persiste durante 4 semanas. Prevenção da multiplicação das pulgas, por inibição do desenvolvimento dos ovos (atividade ovicida) e das larvas e pupas (atividade larvicida) descendentes de ovos postos pelas pulgas adultas, durante 6 semanas após aplicação.
– Eliminação de carraças (Ixodes ricinus, Dermacentor variabilis, Rhipicephalus sanguineus). O medicamento veterinário tem uma eficácia carracicida persistente até 2 semanas contra carraças.
– Eliminação de piolhos mordedores (Felicola subrostratus).
O medicamento veterinário pode ser administrado como parte de uma estratégia de tratamento para o controlo da Dermatite Alérgica por Picada de Pulga (DAPP), quando tiver sido previamente diagnosticada pelo médico veterinário.
Furões:
Para ser usado contra infestações por pulgas, isoladamente ou em associação com carraças:
– Eliminação de pulgas (Ctenocephalides spp.). A eficácia inseticida contra novas infestações de pulgas adultas persiste durante 4 semanas. Prevenção da multiplicação das pulgas, por inibição do desenvolvimento dos ovos (atividade ovicida) e das larvas e pupas (atividade larvicida) descendentes de ovos postos pelas pulgas adultas
– Eliminação de carraças (Ixodes ricinus). O medicamento veterinário tem uma eficácia acaricida persistente até 4 semanas contra carraças.
Contraindicações
Na ausência de dados disponíveis, o medicamento veterinário não deve ser administrado em gatinhos com menos de 8 semanas de idade e/ou pesando menos de 1 Kg. Não administrar em furões com menos de 6 meses de idade.
Não administrar a animais doentes (ex.: doenças sistémicas, febre) ou convalescentes.
Não administrar em coelhos, uma vez que podem ocorrer reações adversas ou até a morte.
Não administrar em caso de hipersensibilidade às substâncias ativas ou a algum dos excipientes.
Advertências especiais para cada espécie-alvo
As pulgas dos animais de estimação infestam muitas vezes o cesto do animal, a cama e as áreas normais de repouso, como as alcatifas e tecidos em geral, os quais devem ser tratados, em caso de infestação massiva e ao iniciar as medidas de controlo, aplicando um medicamento veterinário adequado e aspirando regularmente. Não existem dados disponíveis sobre o efeito do banho e de champôs na eficácia do medicamento veterinário em gatos e furões. Contudo, baseado na informação disponível para cães lavados com champô nos dois dias seguintes à aplicação do medicamento veterinário, não se recomenda o banho a animais nos dois dias seguintes à aplicação do medicamento veterinário.
Precauções especiais de utilização
i) Precauções especiais para utilização em animais
Evite o contacto com os olhos do animal.
É importante ter a certeza de que o medicamento veterinário é aplicado numa zona onde o animal não possa lamber-se, e ter a certeza que os animais não se lambam entre eles após o tratamento. Pode verificar-se a fixação de carraças isoladas. Por esta razão a transmissão de doenças infeciosas não pode ser completamente excluída, se as condições forem desfavoráveis.
ii) Precauções especiais a adotar pela pessoa que administra o medicamento aos animais
Este medicamento veterinário pode causar irritação nas mucosas, na pele e nos olhos. Por isso deve ser evitado o contacto com a boca, a pele e os olhos. Deve ser evitado o contacto de pessoas com hipersensibilidade conhecida a inseticidas ou álcool com o medicamento veterinário. Deve evitar-se o contacto com os dedos. No caso de contacto lavar as mãos com água e sabão.
Depois de contacto acidental com os olhos, enxaguar cuidadosamente com água potável. Lavar as mãos após a aplicação do medicamento veterinário. Em caso de ingestão acidental, procurar imediatamente aconselhamento médico e mostrar o folheto informativo ou rótulo da embalagem ao médico. Não fumar, beber ou comer durante a aplicação. Enquanto o local de aplicação não estiver completamente seco os animais tratados não devem ser manuseados nem se deve permitir que as crianças brinquem com eles. Por conseguinte é recomendado que os animais não sejam tratados durante o dia mas sim ao entardecer, e que os animais recentemente tratados não durmam com os donos, especialmente com as crianças.
Reações adversas (frequência e gravidade)
Não exceder as doses recomendadas. Entre as raras reações adversas suspeitas, foram notificadas reações cutâneas transitórias no local de aplicação (descamação, alopecia local, prurido, eritema) e prurido ou alopecia geral após aplicação. Também foram observados, após o tratamento, hipersalivação, sintomas neurológicos reversíveis (hiperstesia, depressão, outros sintomas nervosos) ou vómitos. Se os animais lamberem o local de aplicação após o tratamento, pode observar-se um breve período de hipersalivação, devida, principalmente, à natureza do veículo.
A frequência dos eventos adversos é definida utilizando a seguinte convenção:
– muito frequente (mais de 1 em 10 animais tratados apresentando evento(s) adverso(s));
– frequente (mais de 1 mas menos de 10 animais em 100 animais tratados);
– pouco frequente (mais de 1 mas menos de 10 animais em 1.000 animais tratados);
– rara (mais de 1 mas menos de 10 animais em 10.000 animais tratados);
– muito rara (menos de 1 animal em 10.000 animais tratados, incluindo notificações isoladas).
Utilização durante a gestação, a lactação ou a postura de ovos
Gatos: Pode ser administrado durante a gestação. A toxicidade potencial do medicamento veterinário em gatinhos com menos de 8 semanas de idade em contato com uma gata tratada não está documentada. Devem-se tomar precauções especiais nestes
casos.
Furões: Os estudos de laboratório efetuados em gatos não revelaram qualquer evidência de efeitos teratogénicos, fetotóxicos, maternotóxicos. A segurança do medicamento veterinário não foi estabelecida em furões durante a gestação e a lactação. Administrar apenas de acordo com a avaliação risco/benefício efetuada pelo médico veterinário.

Modo de utilização

Remover a pipeta do invólucro. Segurar a pipeta de pé, rodar e puxar a tampa para fora. Virar a tampa e colocar a outra extremidade novamente na pipeta. Empurrar e rodar para quebrar o selo, e depois remover a tampa. Afastar os pelos do dorso do animal, na base do pescoço, na linha das escápulas, até que a pele fique visível. Colocar ponta da pipeta junto à pele e apertá-la várias vezes, para esvazia completamente o seu conteúdo diretamente sobre a pele, num ponto de aplicação.

Composição

Butilhidroxianisol (E320), Butilhidroxitolueno (E321), Povidona (K25), Polisorbato 80, Etanol 96 %, Dietilenoglicol monoetil éter.

Produto adicionado
O produto já está na lista
Open chat
1
Olá!
Olá!